terça-feira, 1 de maio de 2012

Léo mira disputa com Juan e avisa: “Tenho lenha pra queimar”

"Recuperado de uma artroscopia no joelho direito, Léo comemorou a volta por cima e destacou o seu empenho em ajudar o time alvinegro a conquistar novos objetivos. “O ano mal começou e eu tive esse problema no joelho, que me atrapalhou bastante. Ainda estou sem ritmo de jogo, mas mesmo assim consegui fazer uma boa partida, ajudando o Santos a sair de campo com essa grande vitória e a vaga na decisão. Isso mostra que estou bem e ainda tenho "‘muita lenha para queimar'”, disse. Mesmo sendo o jogador que mais ganhou títulos pelo clube, na Era pós-Pelé – foram seis campeonatos vencidos ao todo, somando as suas duas passagens pela Vila Belmiro -, Léo confia que pode surpreender na disputa pela titularidade na ala esquerda. Vale lembrar que, antes do duelo com o São Paulo, o experiente lateral do Santos não pensava numa briga pela posição com Juan, mas parece ter mudado de ideia depois do clássico. “Mesmo com 36 anos de idade e muita coisa que vivi no futebol, a motivação permanece a mesma, ainda mais jogando ao lado desses talentos que o Santos têm hoje. Vou encarar essa final do Paulistão com o mesmo entusiasmo de sempre e cheio de vontade para colocar mais uma faixa no peito”, concluiu Léo. O Santos decide contra o Guarani, nos próximos dois finais de semana, o título estadual deste ano. A Federação Paulista de Futebol ainda não confirmou os locais dos confrontos finais da competição." IN PLACAR

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Léo completa 400 jogos diante do Oeste e iguala marca de um dos maiores ídolos do Clube antes da Era Pelé

"O lateral esquerdo Léo chegará a 400 jogos com a camisa do Santos FC nesta quinta-feira (02), na partida contra o Oeste, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. O jogador se iguala à marca do ex-meia Antoninho, um dos maiores ídolos do Peixe antes da Era Pelé. O craque jogou no Peixe de 41 a 54. Ainda atuou como técnico santista em 1950, 51, 53 e de 67 a 71, sendo o segundo treinador com mais partidas à frente do Alvinegro Praiano (381).

"É uma marca expressiva e eu estou muito feliz, porque é muito difícil um jogador de linha alcançá-la. Graças a Deus, amanhã eu vou estar completando essa marca em um clube que eu devo muito", destacou.

Aos 36 anos, o lateral do Alvinegro Praiano afirmou estar preparado para este início de temporada, no ano em que o Clube completa 100 anos. "Estou muito bem, reagindo muito bem aos treinos. Os trabalhos com a preparação física têm sido muito bons".

O confronto desta quinta (02), contra o Oeste, na Arena Barueri, às 21 horas, será o primeiro do Santos FC com os jogadores que atuaram como titular na disputa do Mundial de Clubes, no Japão."

Fonte: Santosfc